Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná
telefone:
(41) 3224-9163

Arábia Saudita diz que preços do petróleo são “injustificados”

 

A Arábia Saudita pode elevar sua produção em até 25% imediatamente caso seja necessário. A informação foi dada na terça-feira pelo ministro do Petróleo do país, Ali al-Naimi, em Doha, no Catar. Al-Naimi disse que os atuais preços da commodity são “injustificados” e descartou a possibilidade de o estreito de Hormuz, principal rota para o transporte de petróleo no mundo, ser fechado.

Anteriormente, autoridades do Irã chegaram a ameaçar interromper a rota, por causa das sanções internacionais contra o país. “Se vocês acreditam que Hormuz será fechado, eu venderei a vocês o Empire State ou as pirâmides do Egito”, disse al-Naimi. “Eu quero garantir a vocês que não há falta de abastecimento no mercado. A Opep está suprindo o necessário e temos reservas adicionais.”

Em novembro, a Arábia Saudita elevou sua produção para 10 milhões de barris ao dia, o maior volume em pelo menos três décadas. O país, maior exportador de petróleo mundial, tem capacidade para produzir 12,5 milhões de barris ao dia e deve produzir por volta de 9,9 milhões de barris ao dia neste mês e em abril, segundo o ministro.

Até 1 milhão de barris ao dia do Irã podem ser perdidos por conta do embargo imposto por Estados Unidos e União Europeia, afirmou a Agência Internacional de Energia em relatório na semana passada.

Fonte: Valor Econômico.


Localização

Edifício New York Building
Rua João Negrão, 731 – terceiro andar, conjunto 301

Centro, Curitiba – Paraná.

CEP: 80010-200

(41) 3224-9163