Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná
telefone:
(41) 3224-9163

Simpep participa de criação de Governança Setorial de Químicos e Materiais

Foi realizado, ontem (11), o encontro online para constituição da  Governança Setorial – Químicos e Materiais em material. A proposta do SEBRAE é criar um ecossistema de inovação para discutir tendências de inovação, favorecendo assim o crescimento do setor industrial,  com impacto positivo nas indústrias de transformação do plástico e reciclagem.

Um novo encontro deve ser realizado em fevereiro de 2021 ( sem data agendada), para que novos participantes possam compor o grupo, em especial lideranças industriais.

O Simpep esteve representado  neste primeiro encontro pela advogada Dr. Maria Solange Pio Vieira, com acompanhamento da assessoria de comunicação da entidade, a jornalista Christiane Atta.

A proposta do comitê é discutir inovação, levantar necessidades e desenvolver a cadeia de Químicos e Materiais, com a criação de um board de representantes de vários segmentos, a fim de promover o desenvolvimento da inovação.

Os trabalhos devem ter como base metodológica a teoria da Tríplice Hélice, com ações que envolver universidade-indústria-governo, formando uma “hélice tríplice” de inovação e empreendedorismo.

A Governança pretende definir áreas tecnológicas prioritárias a este ecossistema, por meio do cruzamento de atividades econômicas existentes no município (vocações), com o potencial tecnológico identificado nas instituições de ensino e pesquisa e tendências tecnológicas, que podem dinamizar essas áreas tecnológicas nas empresas.

Com isso, o comitê pretende favorecer a competitividade, fortalecera economia regional e apoiar o desenvolvimento de verticais tecnológicas diversas. Para tanto, já foram mapeadas 1.974 empresas, entre elas, 68 grandes organizações, que juntas geram 35.720 empregos  e que estão enquadrados ou se relacionam com a cadeia de químicos e materiais.

A governança se propõe também a gerar celeridade ao processo de consolidação de novas empresas inovadoras, permitindo que passem pelos diversos estágios de desenvolvimento de um empreendimento e se consolidem em mercados mundiais e complexos no menor tempo possível.

Mas para que este ecossistema de inovação para se consolidar, ele deve funcionar como um funil, capaz de gerar um grande volume de ideias de qualidade, trazendo um volume significativo de empresas inovadoras e de sucesso.

A maturidade do ecossistema de Curitiba, portanto, deve avançar com base nas vertentes do quadro baixo:

 

VERTENTE INTEGRANTE DA VERTENTE
Ambientes de Inovação  Pré-incubadora, incubadora, aceleradora, parque tecnológico, espaço maker, centro de inovação, coworking.

 

Programas e ações Programas e ações , protagonismo empresarial)
Políticas públicas Legislação de inovação e benefícios,órgão público de inovação
Institutos e Centros Tecnológicos e de Inovação – ICTI Formação de talentos e inovação
Capital Investidores anjos, venture capital, instituições de fomento
 

Governança

 

Governança

 

 

Localização

Edifício New York Building
Rua João Negrão, 731 – terceiro andar, conjunto 301

Centro, Curitiba – Paraná.

CEP: 80010-200

(41) 3224-9163