Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná
telefone:
(41) 3224-9163

Exportação também ‘derrubou’ a indústria

A queda das exportações tem um peso razoável para a perda de dinamismo da produção industrial depois da crise global de 2008, ainda que o impacto do aumento das importações desses produtos tenha sido mais relevante.

Segundo estudo da Tendências Consultoria, o nível da produção da indústria de transformação no quarto trimestre de 2011 teria ficado 16,3% acima do registrado no terceiro trimestre de 2008 – e não 3,1% abaixo, como de fato ocorreu -, se a participação das compras e vendas externas no Produto Interno Bruto (PIB) tivesse se mantido no mesmo patamar do pré-crise.

Pelas contas da Tendências, o recuo de 15,4% das exportações do grupo de semimanufaturados e manufaturados no período tirou 6,9 pontos percentuais da indústria de transformação, enquanto o aumento de 18,4% das importações, excluindo as de combustíveis, roubou 9,4 pontos.

Para o economista Juan Jensen, da Tendências, a demanda externa mais fraca é a principal explicação para o mau desempenho das exportações brasileiras, especialmente de manufaturados depois de 2008, um fator mais importante que a perda de competitividade em relação a outros concorrentes, por causa da valorização do câmbio e do aumento de custos. O menor crescimento dos EUA e da União Europeia, segundo ele, atrapalhou as vendas das empresas brasileiras.

O tombo das exportações de manufaturados para os EUA é bastante significativo, como deixam claro os números da Fundação Centro de Estudos de Comércio Exterior (Funcex). Entre 2008 e 2011, o volume de vendas de produtos têxteis caiu 76%, o de veículos automotores, 79%, o de calçados, 45% e o de material elétrico, 46%.

Para a União Europeia, a queda das exportações de manufaturados também é forte. As de material elétrico recuaram quase 27% entre 2008 e 2011, enquanto as de máquinas e tratores caíram 16,5% e as de veículos automotores, 90%.

Fonte: Valor Econômico.

Localização

Edifício New York Building
Rua João Negrão, 731 – terceiro andar, conjunto 301

Centro, Curitiba – Paraná.

CEP: 80010-200

(41) 3224-9163