Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná
telefone:
(41) 3224-9163

Em 2012, produção da indústria plástica deve crescer 2%

A produção física da indústria plástica brasileira deverá crescer 2% no próximo ano, de acordo com projeção do presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast), José Ricardo Roriz Coelho. A projeção, caso venha a se confirmar, reverterá a queda de 1,5% prevista para este ano. “Apresentaremos recuperação em função do aumento da atividade industrial”, afirmou o executivo em entrevista com a imprensa realizada ontem (30) em São Paulo.

Os setores que devem puxar o mercado plástico nacional são a indústria automotiva, o mercado de embalagens, de bebidas e de produtos de beleza e higiene pessoal, além da indústria da construção. A recuperação da produção, entretanto, voltará a ser limitada pela entrada das importações, que devem crescer 15% no próximo ano. Os importados, assim como ocorreu em 2011, garantirão o abastecimento do mercado doméstico, que deve ter expansão ao redor de 5% em 2012, com base em projeções de demanda interna. As exportações, por sua vez, devem apresentar fraco ritmo de crescimento.

Por isso, destaca Roriz, o déficit do setor, de USS 1,89 bilhão em 2011, deve alcançar níveis ainda mais elevados no próximo ano. A indústria brasileira de plásticos, composta por mais de 12 mil empresas principalmente de pequeno e médio porte, caminha para a desindustrialização. Para evitar a retração do setor responsável pela geração de quase 360 mil empregos, a Abiplast pede para que o governo e os fornecedores de matéria-prima atentem para a perda de competitividade das empresas. “O plástico é um produto intermediário para diversos setores. Por isso, se quisermos ter uma indústria competitiva, precisamos de uma cadeia plástica forte”, completou Roriz Coelho.

Fonte: Agência Estado.

Localização

Edifício New York Building
Rua João Negrão, 731 – terceiro andar, conjunto 301

Centro, Curitiba – Paraná.

CEP: 80010-200

(41) 3224-9163