Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná
telefone:
(41) 3224-9163

Consumo aparente cresce 10%, mas produção e vendas caem, aponta Abiquim

O consumo aparente nacional de produtos químicos de uso industrial registrou um crescimento de 9,68% em 2011 sobre o ano anterior, informou Abiquim. Porém, os principais índices de volume apurados pela associação mostram que a indústria local vem perdendo competitividade em ritmo acelerado com relação à capacidade de atendimento da demanda interna.

No período entre janeiro e dezembro de 2011, houve uma queda de 3,83% na produção, e um decréscimo de 4% nas vendas internas, em relação a 2010. Todo o crescimento da demanda interna por produtos químicos foi atendido por importações, que cresceram 24,83% na mesma comparação.

Na avaliação da entidade, esse desempenho é explicado, em parte, pelo elevado custo com aquisição de matérias primas básicas em relação aos concorrentes no mercado internacional. No entanto, a queda na produção no último trimestre de 2011, de 4,02%, já era prevista, por conta da sazonalidade do segmento químico, ocasião em que as empresas aproveitam para programar suas paradas para manutenção.

As compras de produtos químicos no exterior têm crescido também pelos incentivos fiscais dos estados à importação e a valorização do real em relação ao dólar. O agravamento da crise internacional e a consequente elevação dos excedentes mundiais em produtos químicos devem pressionar ainda mais a parcela de importações para cima. Com o aumento dos excedentes mundiais, a associação acredita que um fluxo maior para o mercado brasileiro deverá continuar.

Fonte: DCI.

Localização

Edifício New York Building
Rua João Negrão, 731 – terceiro andar, conjunto 301

Centro, Curitiba – Paraná.

CEP: 80010-200

(41) 3224-9163