Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná
telefone:
(41) 3224-9163

Produção de embalagens deve crescer 1,6% em 2012

A produção do setor de embalagens – setor que leva plásticos em seu processo produtivo – deverá apresentar crescimento constante em 2012, enquanto a receita dos fabricantes crescerá para cerca de R$ 46 bilhões. As projeções foram divulgadas hoje pela Associação Brasileira de Embalagem (ABRE).

Segundo a pesquisa, produção física da indústria de embalagens cresceu 1,5% no ano passado, patamar que deve praticamente se manter em 2012, quando a indústria avançará 1,6%. Os resultados de 2011 foram pressionados pela retração verificada no segundo semestre, quando a produção do setor caiu 0,07%, na comparação com o mesmo período de 2010.

Nos primeiros seis meses do ano, a produção avançou 3,11%. Em 2010, a produção total de embalagens no país tinha avançado 10,23%. Na análise por segmento, o vidro foi o que apresentou maior crescimento no ano passado, com alta de 6,43%, enquanto o segmento de plásticos recuou 2,67%. A receita líquida da indústria de embalagens, por sua vez, avançou de R$ 40,6 bilhões para R$ 43,6 bilhões entre 2010 e 2011.

O valor total da produção ficou em R$ 42,1 bilhões, sendo que 38% desse montante foi originado do segmento de plásticos e 17,7% do papelão ondulado. As embalagens metálicas representaram 16,7% do total.

A pesquisa revelou ainda que as exportações no setor somaram US$ 470,7 milhões em 2011, alta ante os U$S 415,7 milhões registrados em 2010. Já as importações totalizaram US$ 819,7 milhões, frente aos US$ 795,6 milhões verificados um ano antes.

Fonte: Valor Online.

Localização

Edifício New York Building
Rua João Negrão, 731 – terceiro andar, conjunto 301

Centro, Curitiba – Paraná.

CEP: 80010-200

(41) 3224-9163