Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná
telefone:
(41) 3224-9163

Simpep articula soluções para demandas prioritárias

Atento à evolução e aos desafios que a indústria de material plástico tem, o Simpep vem desenvolvendo ações político-institucionais para oferecer soluções para as demandas e principais reivindicações das empresas associadas.
“Tudo o que foi apresentado no Fórum Setorial dos Plásticos, na Fiep, no final do ano passado, está sendo acompanhado e priorizado pelo nosso sindicato”,  ressalta a presidente da entidade, Denise Dybas Dias. Entre os encaminhamentos e propostas, ela destaca:

Isonomia tributária do segmento plástico

O Simpep está inserido no movimento que visa tornar mais justa a tributação na indústria brasileira de material plástico. Com o apoio da Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), o Simpep tem solicitado ao governo estadual maior atenção às principais demandas desta indústria, como a elevada carga tributária, que pesa para as empresas do setor.

“Pretendemos fortalecer a articulação integrada na defesa da indústria de material plástico. Com uma tributação desigual em relação aos demais estados, nosso segmento e toda a cadeia produtiva paranaense estarão sendo prejudicados no médio e longo prazos, por isso temos de reverter este cenário”, explica.

Diferenciação do custo de energia no horário noturno

Com apoio da Fiep, o Simpep solicitou reunião com a presidência da Copel para apresentar a necessidade de redução do custo de energia elétrica no período noturno para a indústria de material plástico paranaense.  O objetivo desta aproximação é manter e melhorar a interlocução com a companhia para que haja uma sensibilização sobre o tema. “Pretendemos ter, muito em breve, uma solução que beneficiará a indústria de material plástico do Estado como um todo”, afirma.

Quebra do monopólio do fornecimento de matéria prima

Após solicitação do Simpep, a Fiep ofereceu assessoria de importação aos empresários do setor por meio do Centro Internacional de Negócios, CIN-PR. A entidade sugeriu ainda um estudo sobre preços internacionais de matéria-prima.

“Estamos acompanhando também o trabalho da Abiplast em busca de mobilização nacional para chegar a um novo patamar com relação ao tema. Temos ciência, no entanto, de que é preciso um apoio mais efetivo da Confederação Nacional da Indústria, para que os interesses do setor sejam defendidos de forma ampla e eficaz”, aponta.

Mão de obra qualificada

Com o objetivo de melhorar o aproveitamento dos cursos da Escola do Plástico de São José dos Pinhais, o Simpep propôs maior estímulo ao programa Jovem Aprendiz, além de ações estruturadas entre empresas e Simpep, que envolvem cursos in company, sensibilização em escolas de nível médio e novos formatos de treinamentos.

De acordo com o executivo do Simpep, Luiz Roberto dos Santos, “todas as propostas relacionadas a esta demanda têm como objetivo propiciar ganhos de eficiência e produtividade para a indústria paranaense de material plástico, que tanto necessita de mão de obra qualificada”.

Serviços de saúde e segurança do trabalho – Sesi

Para agilizar o atendimento dos funcionários da indústria paranaense de material plástico, em especial em relação às novas contratações, o Simpep solicitou ao Sesi-PR a verificação dos atuais procedimentos de serviços na área de medicina ocupacional. “A diretoria do Sesi-PR se prontificou a analisar possíveis mudanças para melhorar o atendimento às empresas associadas à entidade”, explica Luiz Roberto.

Redução de tarifas e impostos para recicladores

O Simpep está analisando a classificação das atividades da indústria de materiais plásticos de acordo com a CNAE para sugerir modificações no Sistema de Classificação.

Ao mesmo tempo, está verificando as tarifas de energia elétrica e alíquotas de imposto dos recicladores “para que sejam propostas reduções ou isenção de tarifas de energia e tributos para empresas que atuam exclusivamente neste segmento”, destaca Denise.

O setor de recicladores é um importante elemento na cadeia produtiva e presta um serviço fundamental a toda sociedade. “É justo que estas empresas recebam estímulo para seu crescimento”, acrescenta.

Pacto das federações

O Simpep está em busca de maior articulação junto a CNI e demais federações para ampliar a defesa da indústria paranaense de material plástico. O sindicato conta com o apoio do gabinete da presidência da Fiep para que sejam comunicadas as iniciativas relacionadas às principais reivindicações do setor.

De acordo com a presidente da entidade, Denise Dybas Dias, com o acompanhamento de cada proposta e verificação de novas demandas, “o Simpep apoia e integra uma ação coordenada das entidades representativas da indústria, a fim de construir um diálogo permanente com a sociedade e com as autoridades governamentais, sempre em busca de avanços e melhorias para a indústria paranaense de material plástico”, frisa.

Publicado em: 19/02/2014

Clique aqui para visualizar a newsletter completa.

Localização

Edifício New York Building
Rua João Negrão, 731 – terceiro andar, conjunto 301

Centro, Curitiba – Paraná.

CEP: 80010-200

(41) 3224-9163