Sindicato da Indústria de Material Plástico no Estado do Paraná
telefone:
(41) 3224-9163

Brasil aumenta produção de sacolas plásticas certificadas

 

O Programa de Qualidade e Consumo Responsável de Sacolas Plásticas registrou em janeiro deste ano aumento de 15% na produção de sacolas certificadas, fabricadas dentro da norma ABNT NBR-14937, que, em seu tamanho padrão, suporta o transporte de compras com até seis quilos.

O aumento refere-se ao mesmo período do ano passado, e reflete a preocupação de instituições ligadas à indústria do plástico – Plastivida Instituto Sócio Ambiental do Plástico, Instituto Nacional do Plástico (INP) e Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Flexíveis (Abief) – com o meio ambiente, no sentido de promover o consumo consciente de sacolas plásticas, combatendo, assim, o desperdício e contribuindo com o descarte adequado deste material.

O Programa defende que as sacolas plásticas sejam fabricadas com a qualidade exigida pela Norma Técnica ABNT NBR-14937. Isso porque as sacolas mais resistentes inibem a prática de se colocar uma dentro da outra para transportar produtos mais pesados ou de se utilizar somente a metade de sua capacidade.

Sacolas fabricadas dentro da norma também podem ser utilizadas mais vezes, em aplicações diversas, ou mesmo para as compras em supermercados. “Quando o consumidor se dá conta de que tem direito a uma sacola mais resistente, que será usada em sua plenitude e, ainda, será reutilizada inúmeras vezes o varejo passa a ter um aliado na questão da diminuição do desperdício dessa embalagem”, afirma o presidente da Plastivida, Miguel Bahiense.

Hoje, dez empresas no país estão capacitadas a fazer sacolas dentro de norma. Presente em oito capitais – São Paulo, Porto Alegre, Salvador, Goiânia, Brasília, Rio de Janeiro, Recife e Florianópolis –, além de Blumenau, o Programa realiza treinamento com os funcionários dos supermercados (caixas, empacotadores e supervisores) para que esses mostrem ao consumidor a maneira correta de se utilizar e descartar as sacolas plásticas.

Trata-se de uma parceria das entidades com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e apoiada por suas congêneres estaduais para envolver indústria, varejo e população em ações de consumo consciente e descarte adequado. Redução no desperdício: As ações do Programa de Qualidade e Consumo Responsável de Sacolas Plásticas pelo Brasil mostram resultados efetivos. De seu lançamento, em 2008, até 2011, cinco bilhões de sacolas plásticas deixaram de ser produzidas e consumidas, ou seja, 27,9% de redução do desperdício em relação ao consumo de 2007.

Fonte: redação do Leia!

 


Localização

Edifício New York Building
Rua João Negrão, 731 – terceiro andar, conjunto 301

Centro, Curitiba – Paraná.

CEP: 80010-200

(41) 3224-9163